O mercado de criptomoedas ainda sofre os efeitos da forte queda do último dia 07, o Bitcoin, principal ativo da categoria, já acumula 16% de desvalorização.

Depois de passar por uma forte queda, possivelmente causada pela liquidação de um grande volume de ativos, o mercado cripto segue indeciso quanto à direção que tomará a partir de agora. Esta indecisão é caracterizada no gráfico pelo movimento lateral dos preços, também chamado de acumulação, que nada mais é do que a ausência de uma tendência definida que nos permite saber a direção que o mercado tende a seguir, trazendo ar de insegurança para os investidores.

Apesar da recente baixa, o Bitcoin este ano já acumula uma alta de aproximadamente 60%, o que o consolida com um ativo de grande valor a fim de oferecer valorização no decorrer do tempo bem como proteção contra intempéries econômicas como a inflação, preservando o poder de compra do investidor ao passo que o capitaliza no longo prazo.

Além do Bitcoin, outra grande criptomoeda que ainda enfrenta um período de indecisão é a Ethereum, que desde seu último topo já acumula mais de 19% de queda, de forma que assim como a maioria dos ativos a moeda segue oscilando de modo predominantemente lateral.

A Ethereum, assim como o Bitcoin, apesar da recente queda não perde seus fundamentos, que a coloca como uma alternativa de grande valor ao Bitcoin, sendo que as atualizações recém-chegadas à sua rede a torna muito mais versátil e abrangente, abrindo espaço para grandes valorizações no longo prazo.

Este período de indecisão pode ter seu final em breve, ao passo que a demanda e aceitação de criptomoedas segue crescente ao redor do mundo, podendo desencadear volumes de negociação cada vez maiores, e com isso aquecer o mercado, que no longo prazo permanece em tendência de alta, portanto, para os próximos dias pode-se esperar novidades no mercado.

Posts relacionados

Leave a Comment

×