Você já deve ter ouvido falar sobre criptomoedas. A principal criptomoeda é o bitcoin, embora não seja a única é a mais conhecida.

Na pratica, criptomoeda nada mais é do que o dinheiro que você conhece, mas no formato digital e criado a partir de um sistema avançado de criptografia, chamado de blockchain.

A sua principal característica é que a sua tecnologia permite a negociação direta entre as partes, sem precisar, por exemplo, de uma instituição financeira para fazer a compensação da transação.

Como são feitas as transações com criptomoedas?

Todas as transações com criptomoedas são virtuais. Bitcoins e as demais criptomoedas são transferidas de uma pessoa para outra, sem passar por nenhum tipo de intermediário ou banco. O preço das criptomoedas seguem as mesmas regras de mercado: quanto maior a demanda, maior o valor.

As transações em criptomoedas são feitas por meio de um código, formado por números e letras. Nas transações, tanto a identidade do comprador como a do vendedor são mantidas em sigilo por meio de criptografia, sistema que codifica as mensagens enviadas pela rede para assegurar a integridade da informação. Esses dados são codificados apenas quando chegam ao destinatário correto. Porém, toda transação fica registrada em uma rede, conhecida como Blockchain, de forma pública e vitalícia. Esse processo tem o intuito de evitar fraudes no processo. Por isso, qualquer transação feita em criptomoeda não pode ser cancelada.

Como usar criptomoedas?

Comprar criptomoedas e negociá-las pode ser um ótimo negócio para aumentar capital. Mas elas também são aceitas na compra de serviços e produtos ao redor do mundo. No Brasil, algumas lojas e até pequenos comércios já aceitam criptomoeda como forma de pagamento.

Posts relacionados

Leave a Comment

×